O Coletor de Sementes, o polinizador da Mata Atlântica precisa de ajuda!

Nossa primeira experiência com a agrofloresta foi num centro de pesquisa, numa capacitação técnica de recuperação de área degradada dentro da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, polo Vale do Paraíba, em Pindamonhangaba.

Num grupo que reunia todo perfil de profissionais como pesquisadores, técnicos, produtores, proprietários de áreas rurais, empresários, jornalistas... vimos ali, naquela manhã de novembro de 2016, o potencial de uma categoria que poucos conhecem como atividade turística: o Turismo Científico.

O Turismo Científico é um tipo de visitação a destinos com o objetivo de realizar observações e coletar dados válidos passíveis de utilização em atividades e trabalhos com rigor científico. Somam ainda àqueles visitantes que buscam especialização profissional em locais que apresentam demanda, tecnologia em áreas específicas do conhecimento, muitas vezes carentes em suas regiões.

E, em meio a um grupo de mais de 40 participantes nenhum nos chamou tanta atenção quanto ele, Evandro Paiva, de Marmelópolis/MG, o Coletor de Sementes!

Sem este profissional os viveiros de mudas talvez não fossem o que são hoje e o sistema de reflorestamentos talvez nem existissem. Ele é como o pássaro, a abelhas, o morcego e tantas outras espécies polinizadoras. É nosso polinizador das árvores da Mata Atlântica.  Evandro Paiva, é coletor de sementes por profissão, credenciado pelo RENASEM - Registro Nacional de Sementes e Mudas, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que regula a atividade tanto na pessoa física como jurídica.

Agachados ali com ele perguntamos sobre aquele coquetel de sementes e pra quem fornecia. Perguntávamos e imaginávamos como seria aquele trabalho e profissão. Um trabalho solitário, de observação, busca, reconhecido pelos órgãos ambientais e quem diria...de risco!

Em 2019, Evandro sofreu um acidente que deveria ter sido fatal. Uma descarga elétrica de 13800 volts nos fios da rede elétrica em um dia de coleta lhe deixaram dores insuportáveis e sequelas que nem mesmo médicos especialistas sabem ao certo como tratar.

Afastado das atividades há mais de um ano, ainda não foi beneficiado pelo Sistema de Seguridade Social e conta com o apoio de familiares e amigos para sobreviver.

Com isto, a Trip Rural presta homenagem a Evandro Paiva, nosso amigo passarinho polinizador através de nossa live nesta terça-feira, dia 15/09, as 10:00 pelo nosso Grupo Público Trip Rural do Facebook com o intuito de reconhecer e arrecadar fundos para a a continuidade do tratamento deste importante profissional para a ecologia, conservação ambiental e arborização urbana dos municípios de nossa região.

Replique entre suas redes e/ou faça sua contribuição para:

Banco do Brasil
Agência-0649-1

C.C. 51201-0
CPF 09856229898
Evandro Teles de Paiva

Até lá!

3 opiniões sobre “O Coletor de Sementes, o polinizador da Mata Atlântica precisa de ajuda!”

  1. Não tem um tempo pré determinada para o fim do tratamento, pois devido a descarga elétrica, ocorreu as sequela no sistema nervoso e com isso as dores Neuropáticas. Que até momento, não encontrou um medicamento eficaz.
    Ele já passou por, ortopedista, reumatologista, neurologista, nefrologista, dentre outros que são necessários para acompanhamento, como cardiologista, urologista, psiquiatra. Não é um só especialista, mas sim vários, pois como a questão dele é diferenciado e, precisa de várias avaliaçãoes de uma só especialidade.
    É isso, no momento está em tratamento com neurologista, reumatologista e psiquiatra.

    1. Bianca,
      Não tem tempo devido choque elétrico de 13.800volts.
      Ficou sequelas Neuropatica Taquicardia.
      Uso Morfina
      Essa live foi amiga que teve iniciativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.